Guia

Paróquia Igreja de Sant´Ana do Sacramento

Instituições Religiosas | Católica

(65) 3301-1213



facebook https://www.facebook.com/Paroquiadesantanadosacramento/
 A Paróquia de Sant'Ana do Sacramento está localizada no Município de Chapada dos Guimarães e pertence a Diocese de Primavera do Leste - Paranatinga. Fundação da Igreja em 1779.

Endereço: Praça Dom Wunibaldo s/n. Centro - Chapada dos Guimarães - MT. CEP: 78195-000

Exemplo raro de Igreja Barroca em Mato Grosso.

Pároco Padre Eanes Roberto Lima

 

.

 

Missas na Igreja Matriz de Santana

Sábado: 19:30 hs.     Domingo: 08 hs e 19:30 hs.   

Quarta-feira:19 hs.     Primeira Sexta-feira:19 hs.

 

Grupos de Oração

Terça-feira : 19 hs. Grupo de Oração RCC (Carismática) Reunidos em Cristo.

Sábado: 17 hs. Grupo de Oração RCC (Carismática) Filhos do Céu.

 

MISSAS

                                                           Sábado

  1. Comunidade São José Anchieta do bairro Por do Sol as 16 hs.
  2. Comunidade São Sebastião do bairro São Sebastião em frente à Horta Comunitária as 18 hs.
  3. Comunidade Nossa Senhora Aparecida do bairro Aldeia Velha em frente à Escola Municipal Thermozinha as 19:30 hs.

                                                             Domingo

  1. Comunidade São Francisco às 08 hs. Rua do Horto Florestal. Bairro Adolfo Koberstain.
  2. Comunidade Santa Luzia às 10 hs. Bairro da COHAB .
  3. Comunidade Santa Cruz às 10 hs. Bairro Santa Cruz.
  4. Comunidade do Divino às 17hs. Av. Principal Olho D água. Bairro São Sebastião. Contato 99238-0711.

A Paróquia de Sant'Ana do Sacramento está localizada no Município de Chapada dos Guimarães e pertence a Diocese de Primavera do Leste - Paranatinga. Fundação da Igreja em 1779.

Endereço: Praça Dom Wunibaldo s/n. Centro - Chapada dos Guimarães - MT. CEP: 78195-000

 

 

Exemplo raro de Igreja Barroca em Mato Grosso.

 "A Igreja de Santana sempre foi elogiadíssima pelos viajantes como a mais bonita de Mato Grosso possuindo um rococó primitivo encantador, "É o único e autêntico resíduo barroco existente em Mato Grosso" como diria o especialista em arte barroca Senhor Etzel, numa viagem à Chapada. Conta uma lenda que depois que a nova imagem de Santana chegou de Portugal, trocaram pela velha, e esta, quando estava sendo levada para Cuiabá e conforme as pessoas iam se distanciando da cidade, a antiga imagem mais ela se tornava pesada, de tal modo que não conseguindo avançar os carregadores cansados pernoitaram numa pequena caverna na descida da serra. E quando a trouxeram de volta quanto mais perto estava da Igreja mais leve ela ficava.

Com a vinda dos Franciscanos; Frei Oswaldo e Dom Wunibaldo foi criado um Hospital na nova Igreja. Com a utilização de plantas medicinais e radiestesia para curar. O valioso trabalho desses Franciscanos atraía muitas pessoas de toda parte para curarem-se na Igreja de Santana." Texto de Jorge Belfort Mattos Jr. 

Leia mais em http://www.chapadadosguimaraes.com.br/igreja.htm

 

A Prelazia de Chapada dos Guimarães

Foi criada a 13 de Julho de 1940, pela Bula “Nullius Quo Christi Fidelibus” do Papa Pio XII, desmembrada da Arquidiocese de Cuiabá, da Diocese de Corumbá e da então Prelazia de Registro do Araguaia, hoje Diocese de Guiratinga. Foi confiada pela Santa Sé aos cuidados da Ordem dos Frades Menores. Aos 26 de outubro de 1941, Frei Wunibaldo Talleur tomou posse como Administrador Apostólico da Igreja Prelatícia de Sant´Ana de Chapada, cargo que assumiu até o ano de 1947. Em 1948, Frei Wunibaldo Talleur foi nomeado bispo. Assim, de 1948 a 1961, Dom Wunibaldo Talleur esteve à frente da Prelazia como 1° Bispo Prelado da Prelazia de Chapada dos Guimarães. Devido ao acelerado crescimento de comunidades na região sudeste de Mato Grosso, D. Wunibaldo solicitou à Santa Sé a transferência da sede da Prelazia para Rondonópolis com o objetivo de melhor atender ao crescente numero de católicos naquela região.

 

 

Chapada dos Guimarães, Mato Grosso, Brasil

Arquitetura religiosa

Em 1778, o juiz de fora de Cuiabá e ouvidor da capitania do Mato Grosso, José Carlos Pereira, constatou o mau estado da Capela de Santa Ana do povoado dos Guimarães, e decidiu construir uma nova igreja. Em 31 de julho de 1779, a igreja foi benta pelo vigário José Correia Leitão, que rezou a primeira missa. As imagens de Sant´Ana, Santo Inácio de Loyola e São Francisco Xavier foram transladadas da capela da Aldeia Velha para ali. No mesmo ano, o governador Luís de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres comunicou à corte que a igreja tinha sido feita “com bastante magnificência e asseio para estas terras”. Em 1784, os moradores do local pediam paramentos para celebrarem missa na Matriz, afirmando que embora a capela‐mor tivesse ruído durante a construção, fora reerguida e a igreja encontrava‐se concluída. O mesmo documento dizia que a povoação contava “com uma grandiosa propriedade de casas para servir de alojamento aos peregrinos que a ela se dirigiam”. Um desenho realizado em 1780 mostra a planta e prospecto das fachadas frontal e lateral da igreja. A planta corresponde a grande retângulo onde se insere a igreja, de nave única e capela‐mor envolvidas por salas laterais, que tem entradas exteriores e onde se deveriam dispor os serviços da igreja. Uma única e ampla nave corresponde ao corpo principal, em cuja fachada, muito simples, se abre uma porta e três janelas no piso superior. O projeto previa as duas torres laterais que se construíram até ao segundo piso, onde se abre uma janela em cada lado. Falta o último lanço dos campanários, o que dota a igreja atual de uma grande horizontalidade. No enfiamento das torres desenvolvem‐se as salas laterais. No interior possui altar‐mor, dois altares laterais à capela‐mor, púlpito e tribunas em talha dourada e policromada e um conjunto de azulejos setecentistas. O seu aspecto simples e robusto lembra as igrejas de Goiás. A igreja foi classificada pelo IPHAN em 1957 e sofreu três grandes intervenções de restauro: uma em 1977, outra entre 1994 e 1996 e a última em 2008.

Renata Malcher de Araujo
 

 Primeiro monumento tombado pelo Iphan em Mato Grosso (1957), a Igreja de Sant´Ana do Sacramento de Chapada dos Guimarães foi construída em 1779. O templo substituiu uma capela coberta de palha construída pelo jesuíta Estevão de Castro, fundador da Missão de Sant´Ana,na localidade conhecida até hoje como “Aldeia Velha”. Com base feita em pedra canga e paredes em taipa socada, a igreja possui internamente um admirável barrado de azulejos decorados portugueses vindos em lombo de mulas da Bahia no ano de 1787. Possui ainda altar-mor, dois altares no arco-cruzeiro, púlpitos, tribunas todos em madeira dourada e policromada. Hércules Florence, membro da Expedição Langsdorff, ao passar por Chapada no ano de 1827 escreveu o seguinte comentário: “Ninguém pensa, por certo, encontrar tais restos de riqueza numa decadente aldeia da Província de Mato Grosso”.

Após o tombamento as intervenções na Igreja de Sant´Ana do Sacramento passaram a ser controladas e executadas pelo Iphan. Duas grandes obras de restauração foram realizadas no templo: uma em 1977 e outra entre 1994 a 1996. Nesta etapa, que será entregue no dia 09 de agosto de 2008, com o custo total de R$ 232.380,00 foi realizada revisão geral no telhado, com substituição de peças deterioradas, refeitos os sistemas elétricos e de som, instalação de sistema de segurança com alarme e extintores, conserto em parte do piso da nave central, pintura geral das alvenarias e esquadrias e uma série de outros pequenos reparos.

 



Institucional

O Site

Novo portal da Chapada dos Guimarães!
Informações sobre os principais atrativos turísticos, comércio local, instituições públicas, vagas de empregos e muito mais!

 

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo