Novidades

15/08/2019 14:17

Ator de Chapada dos Guimarães é o pastor Leopoldo da série “Sintonia” que estréia dia 9 de agosto no Netflix.

Sintonia chegará a 190 países e aos mais de 151 milhões de usuários da plataforma de streaming.

Lidiane Barros

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Com a expectativa de que a favela se sinta representada e se encontre em seus personagens, a Netflix lança nesta sexta-feira (9) uma nova série brasileira. 

 

Criada pelo produtor de funk ostentação Konrad Dantas, o KondZilla – que assina o roteiro e a direção – a série original apresenta a história de três jovens criados juntos “na quebrada” de São Paulo.

 

 

 

     

 

Luciano e KondZilla, première em São Paulo

 

 

A crítica especializada já associa a série a grandes produções que revelaram o universo da periferia brasileira, como Cidade de Deus e Tropa de Elite.

 

 

Doni (MC Jottapê), Nando (Christian Malheiros) e Rita (Bruna Mascarenhas), atores estreantes para garantir o frescor da produção, correm atrás de seus sonhos rodeados por música, drogas e religião.

 

 

 

 

 

 

Luciano e Bruna Mascarenhas

 

E por falar em igreja, é nela que a jovem Rita encontra certo conforto em meio a um turbilhão de sua realidade.

Ela tem no pastor, um grande apoio.

E é aí que entra Mato Grosso. Luciano Bortoluzzi, que interpreta o pastor Leopoldo, vive em Chapada dos Guimarães.

Foi de sua casa que ele mandou o vídeo que o colocou no casting da nova aposta da Netflix. 'Meu teste foi por celular', ele se diverte lembrando.

E no dia da première, na Cinemateca em São Paulo, uma das produtoras, Rita Moraes comentou: 'Vieram me perguntar onde a gente tinha encontrado esse pastor'. Ele fica em êxtase. 'Então, é sinal que está bem feito', se orgulha.

Curiosamente, em outros dois papeis – dos muitos trabalhos que emplacou nos últimos anos – ele também teve um personagem assim.

'Mas o Leopoldo é um pastor muito rico, elegante, sedutor. Sua igreja tem mais de 2,5 mil lugares, piscina aquecida e uma banda, enquanto prega. O pastor Romeu, de 'Insustentáveis' [série de Perseu Azul e Vermelho Filmes] não tinha uma igreja e o pastor Paulo, do filme 'A Batalha de Shangrilá' [de Severino Neto e Rafael Carvalho], já tinha uma pequena'.

Bortoluzzi conta que o convite partiu da produtora de casting da série, que já havia o convidado para Lendas Urbanas, da Record, no começo do ano.

'Foi muito louco. Leopoldo é um personagem muito bacana, que lida direto com a protagonista, Rita. Ela quer subir na vida e vê na igreja uma possibilidade', conta.

E sobre a chance de ultrapassar os seis episódios da estreia, Bortoluzzi está confiante. 'Já assinamos contrato, caso haja uma eventual segunda temporada. Mas a expectativa é muito boa. As primeiras semanas servirão como termômetro'.

Produtividade em alta

Luciano Bortoluzzi tem tradição na arte circense, mas nos últimos anos tem provado sua versatilidade. Ele acredita que as oportunidades em Mato Grosso tenham lhe dado base para o momento surpreendente que tem vivido.

Ele chegou por estas bandas pela primeira vez, em 1989. Depois foi pra São Paulo, onde permaneceu de 1990 a 2011. Voltou para Chapada, ficou até 2013 e em 2017, retornou mais uma vez. “E agora vou ficar até não sei quando. Só sei que Mato Grosso me dá sorte”.

Desde que chegou, está fazendo um filme atrás do outro. 'Mato Grosso está vivendo seu ponto alto no audiovisual. Estou muito feliz. Estou conseguindo sustentar meus filhos com o cinema'.

Este ano, Bortoluzzi já fez dois longas-metragens. Filmou em Florianópolis 'Mares do Desterro', de Sandra Alves. 'Emagreci 13 kg para fazer esse filme. Meus filhos também estão no elenco.

É sobre uma família que se isola em uma praia deserta e as crianças vão crescendo e mudando sua trajetória.

 

Daí, emendei ‘Anel de Eva’, de Duflair Barradas'.

Ele participa ainda de 'Loop', de Bruno Bini – prestes a estrear. 'E tem ainda ‘Se arrependimento matasse’, de Lilian Moema, filmado em Fortaleza, e que estreia na Mostra Olhar Ceará, no Cine Ceará. Mais um que estreia por estes dias'.

Nas próximas semanas, começa a circular com seu palhaço do espetáculo Esperando Lima, por 21 cidades mato-grossenses" pelo projeto Sesc na Estrada e que curiosamente não incluiu na programação a cidade de Chapada dos Guimarães.

2019 tem sido um ano bem produtivo para Bortoluzzi e que Chapada dos Guimarães continue sendo seu palco predileto. Sucesso!

 


Institucional

O Site

Informações sobre os principais atrativos turísticos, comércio local, instituições públicas, vagas de empregos e muito mais!

Resultado de imagem para cadastur 13.028984.10.0001-5

 

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo