Novidades

Festa de Sant´Ana/ Santuário de Sant´Ana 25/07/2017 17:29

Santuário de Sant´Ana

Elevação da Igreja Matriz à Santuário será proferida por Dom Derek John Christopher Byrne entrando para a História como o Primeiro Santuário desta Diocese.

Significado de Santuário na Igreja Católica

 Santuário, do latim sanctuarium, local onde afluem peregrinos e romeiros, atraídos pela veneração do santo que é cultuado naquele recinto.

É o lugar da presença de Deus, a ponto de ser denominado na Bíblia como santíssimo (Lv 16,16), tendo no seu interior uma parte reservada ao tabernáculo, como foi no templo de Jerusalém.

No Direito da Igreja, o santuário é denominado como igreja ou lugar sagrado, ao qual afluem em grande número, por algum motivo especial de piedade, os peregrinos (can. 1230). A motivação pode ser uma imagem, uma relíquia ou um milagre acontecido no local em modo sobrenatural.

BRASIL

       ALGUNS SANTUÁRIOS NO BRASIL

Santuário Nac. de N.S. da Conceição Aparecida (São Paulo), Basílica de N. S. do Carmo de Campinas (São Paulo), Basílica de N. S. do Carmo do Recife (Pernambuco), Basílica Santuário de N. S. de Nazaré (Pará), Basílica de N. S. da Conceição da Praia (Bahia), Santuário N. S. das Graças (Nova Xavantina, Mato Grosso), Santuário N. S. de Angelina (Santa Catarina), Santuário de N. S. das Lágrimas (São Paulo), Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Luz (Paraná), Catedral Basílica de N. S. das Neves (Paraíba), Santuário N. S. da Conceição Aparecida (Minas Gerais), Santuário Basílica N. S. das Dores (Ceará), Santuário Basílica N. Medianeira de todas as Graças (Rio Grande do Sul)

Existem 80 santuários no Brasil dedicados a diversos santos.

O Santuário de Nossa Senhora da Conceição Aparecida por exemplo, o maior Santuário no mundo dedicado a Maria, Mãe de Deus, localiza-se no Vale do Paraíba, no eixo Rio – São Paulo. Por esse vale corre um rio de nome Paraíba, palco do aparecimento da devoção que une todo o Brasil. No ano de 1717 três pescadores, levados por necessidades históricas e econômicas, saíram a pescar, numa época escassa de peixe. Por ação misteriosa de Deus, chegando ao Porto de Itaguaçu, a primeira coisa que caiu em suas redes foi o corpo de uma imagem quebrada, na altura do pescoço. Num segundo lance de rede, pescaram a cabeça da mesma imagem. Juntando as duas partes viu-se que se tratava da Senhora da Conceição. Depois do encontro da Imagem a pesca de peixes foi abundante e os pescadores intuíram a presença e ação de Deus naquele singular evento. Por assim ter aparecido, o povo chamou-a de “Aparecida”, nome consagrado pela devoção popular, chegando a ser proclamada Rainha (1904) e Padroeira do Brasil (1930).

A pedra fundamental da Basílica Nova foi lançada em 10 de setembro de 1946, mas o início efetivo da construção ocorreu em 11 de novembro de 1955. A primeira missa no local aconteceu no dia 11 de setembro de 1946 e o primeiro atendimento aos romeiros em 21 de junho de 1959.

As atividades religiosas no Santuário, em definitivo, passaram a ser realizadas a partir do dia 03 de outubro de 1982, quando aconteceu a transladação da Imagem Milagrosa da Antiga Basílica para a Basílica Nova.

Em 1980, a Basílica Nova, maior Santuário Mariano do mundo, foi consagrada pelo Papa João Paulo II, que lhe outorgou o título de Basílica Menor. Em 1983, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB – declarou, oficialmente, a Basílica de Aparecida como Santuário Nacional.

Três Papas visitaram o Santuário Nacional: João Paulo II, no ano de 1980, Papa Bento XVI, quando abriu a V Conferência Episcopal Latino-americana e do Caribe em maio de 2007, e Papa Francisco em 2013, por ocasião das atividades da Jornada Mundial da Juventude, realizada neste ano no Rio de Janeiro.

Na cidade de São Paulo encontramos um dos maiores Santuários em visitação do Brasil, o Santuário São Judas Tadeu, no bairro Jabaquara. E no dia 28 de outubro, festa do padroeiro, cerca de 300 mil pessoas visitam o Santuário para agradecer e pedir a intercessão de São Judas Tadeu.

MATO GROSSO

Santuário Nossa Senhora das Graças é um templo católico brasileiro destinado às peregrinações cristãs em honra à Nossa Senhora das Graças, localizado no município de Nova Xavantina, subordinado à circunscrição eclesiástica de Barra do Garças. É o único Santuário que pertence à Diocese de Barra do Garças.


Santuário N. Sra das Graças. Nova Xavantina - MT

O Santuário foi criado durante o Governo Episcopal de Dom Antônio Sarto (já falecido), então Bispo da Diocese de Barra do Garças, na qual encarregou seu sucessor Dom Protógenes José Luft de implementar e dotar o Santuário de todas as condições para abranger a finalidade destinada. Atualmente o Santuário é administrado por missionários redentoristas. Com sua arquitetura moderna pode ser vista de vários pontos da cidade. Atrai fiéis de toda a região durante a Romaria e na realização da festa em hora a Nossa Senhora das Graças.

 

TIPOS DE SANTUÁRIOS

Os santuários podem ser diocesanos, se houve a aprovação do Bispo; nacionais, se houve a aprovação da Conferência Episcopal; internacionais, se houve a aprovação da Santa Sé (can. 1231). A sua finalidade, autonomia, domínio e administração dos bens temporais são determinados nos estatutos, que devem ser aprovados pela respectiva autoridade competente da Igreja (can. 1232, § 1).

É interessante recordar ainda que o Código de Direito Canônico dá grande importância ao santuário, como local privilegiado da prática e devoção religiosa popular. Daí a importância de bem organizar a ação evangelizadora dentro do mesmo, usando como meios privilegiados a pregação da palavra de Deus, de uma fecunda vida litúrgica, mediante a Eucaristia, a Penitência e outras formas de piedade (can. 1234). A celebração penitencial, por exemplo, deve ser proporcionada a todos aqueles que a procuram, como reconciliação profunda com Deus e com a Igreja.

O Papa João Paulo II, numa de suas homilias dirigidas aos reitores de santuários (22 de janeiro de 1981), afirmava:

“Acima de tudo, que toda a vida dos santuários favoreça, do melhor modo possível, a prece pessoal e comunitária, a alegria e o recolhimento, a escuta e a meditação da palavra de Deus, a celebração verdadeiramente digna da Eucaristia e a recepção pessoal do sacramento da Reconciliação”.

 CHAPADA DOS GUIMARÃES

Em 2017 foi realizado em março o 22° Encontro de Santuários do Brasil reunindo 120 representantes de quase 80 santuários do Brasil, no Santuário Nossa Senhora da Piedade em Caeté/MG., e vários temas foram debatidos como a grande contribuição para a missão evangelizadora da Igreja no Brasil hoje é de “uma Igreja aberta, em saída, que traduz o Evangelho em sua vida”; “Santuário: lugar de oração, cultura e serviço aos pobres”; Santuário como centro de espiritualidade, de fé, de cuidado com os mais pobres; fortalecimento dos santuários através da troca de experiências; sobre os desafios que os santuários vivenciam além das diversas peculiaridades por sua grande pluralidade cultural no Brasil que requerem diferentes formas de evangelização e Santuário: “lugar de intercâmbio e cooperação a serviço da Igreja no Brasil”.

Em abril o Santuário Nacional entregou a imagem jubilar de Nossa Senhora Aparecida à Diocese de Primavera do Leste Paranatinga (MT) para percorrer a região na preparação da comemoração do Jubileu de seus 300 anos.


Igreja Matriz de Sant´Ana

E neste mesmo ano em que o significado de Santuário passou por intensa reflexão, nossa cidade recebe a graça divina ao ser concedido à Igreja Matriz de Sant´Ana sua consagração em Santuário Diocesano. A Celebração de Elevação da Paróquia será proferida por Dom Derek John Christopher Byrne, bispo da diocese de Primavera do Leste nesta quarta feira dia 26 de julho dia de nossa padroeira após a procissão no início da missa, entrando para a História como o Primeiro Santuário desta Diocese.

Na ocasião nossa igreja de Santana receberá a ereção canônica – termo religioso para a elevação de Igreja à Santuário com a leitura do decreto, em seguida a posse de Padre Eanes Roberto Lima como primeiro reitor e no final a leitura da ata.  Após a celebração  1ª Festa da padroeira 2017 comemorando a Elevação à Santuário de Sant´Ana.
Organizadores da festa Acemir Solange Costa 

Segundo Pe. Eanes “O Santuário de Sant’Ana, em Chapada dos Guimarães, se propõe, além da própria tradição cultural e religiosa, cumprir com suas obrigações legais e dar testemunho de acolhida e verdadeira devoção àqueles que, por ventura, vierem buscar, ali, a sua proximidade com Deus e o “que faltar Sant’Ana intera”. ” 


Institucional

O Site

Novo portal da Chapada dos Guimarães!
Informações sobre os principais atrativos turísticos, comércio local, instituições públicas, vagas de empregos e muito mais!

 

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo